sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Imagine Com Louis Tomlinson

Eu conhecia Louis Tomlinson a mais ou menos três anos, ele era o melhor amigo do mundo, quando eu tinha um dialogo com ele eu me sentia segura, pela fato de ele ser homem isso não atrapalhava em nada.
    Eu estava nos bastidores do clip Kiss You, Louis estava sem camisa e em cima de uma prancha em um cenário de praia, ele me olhou por um momento e deu um sorriso tímido ele parecia está com frio, mas era obvio que ele estava com frio estava um gelo naquele cenário o ar-condicionado parecia está no máximo, Josh chegou atrás de mim e me deu um suco de uva que estava muito bom, nós ficamos conversando sobre o clip e ele falou sobre ideia de ir para Buenos Aires no próximo ano ele era muito simpático assim como todos os meninos.
     - Você percebe o jeito com ele te olha? - perguntou Josh, e não fazia a minima ideia de quem ele estava falando.
     - Quem Josh? - perguntei.
     - Serio que você não sabe quem é? - perguntou Josh, com uma sobrancelha arqueada.
     - Não sei não! - respondi confusa.
     - O Louis (Seu Nome), isso é tão obvio e você é tão esperta. - a voz dele parecia exaltada.
     - Sim o Louis me olha e dai? O que tem de mal nisso?
     - Ele te olha como um homem olha uma mulher, ele te deseja! - falou Josh
     - Engano seu Josh, ele é apenas um amigo!
     - Engano meu? Até parece! - aquilo parecia absurdo.
O ensaio terminou e Louis desceu da prancha. Eu queria confronta-lo ali mesmo, mais eu me conhecia bem demais e não teria coragem para falar aqui com ele, e se fosse apenas engano de Josh e eu ficasse com uma idiota na historia. Louis me puxou para dentro camarim dele dispensando todos os maquiadores e fotógrafos. Ele tirou a cueca na minha frente sem se quer me avisar ele não pareceu nem um pouco incomodado, mas mesmo assim virei o rosto para não ver, ele vestiu uma calça jeans desbotada e uma camisa azul marinho. Ele pegou minha mão e a segurou entrelaçando os nossos dedos como dois namorados eu queria me soltar, mas seria uma falta de educação e eu me sentiria mal por magoa ele. Nós saímos do camarim e os fotógrafos foi para cima de Louis e os meninos, eu me senti um pouco metida naquela situação, ali só deveria ter os meninos da banda.
     - Vocês são namorados? - perguntou a uma repórter.
Louis olhou no meu olho e sorriu.
     - O que eu devo dizer? - perguntou Louis.
     - Deve dizer a verdade, que não somos namorados. - ele ficou rígido.
     - Nada... por enquanto! - respondeu Louis.
      Nós seguimos para o estacionamento, nós fomos em meu carro, um Porsche amarelo vivo, a qual ele morria de medo que eu dirigisse, era machismo demais. Girei a chave na ignição e o motor rugiu feito uma pantera caçando.
     - Por que você não me deixou dizer que nós estávamos namorando?
     - E por acaso nos estamos namorando Louis? - perguntei cética.
     - Não, mas eu quero!
     - O quê?
Eu coloquei o carro em movimento. Eu estava anestesiada, quase impossibilitada de dirigir aquela carga de informações que Louis havia me confessado havia me deixado tonta, ele me olhava e sorria o mesmo olhar bobo de sempre.
     - Eu quero você! - exclamou Louis.
     - Desculpa Louis, mas eu só quero sua amizade - menti.
     - Por que? Eu me separei da Eleanor só para ficar com você.
     - Por que você fez isso? Você amava ela!
     - Mas eu te amava mais.
Eu acelerei o carro. Chegamos na casa dele (Eu estava morando na casa dele temporariamente, o meu apartamento estava em reforma) eu subi para meu quarto provisório e ele me seguiu eu fechei a porta com força fazendo um estrondo forte.
      - Ai - arfou Louis.
Eu abri a porta assustada, e ele me agarrou pela cintura eu começei a me debater nos braços dele e ele me jogou na cama.
      - Você mentiu para mim Louis Tomlinson? Eu pensava que você tinha se machucado!
      - Me escuta! - gritou Louis.
      - Não grita comigo! - respondi em voz alta.
      - Eu te amo, e eu quero ficar com você para o resto da minha vida, você tem noção como eu te amo? Você é a primeira garota que eu me declaro inteiramente de corpo e alma, nem para a Eleanor eu me declarei desse jeito. Eu te amo, quer namorar comigo?
       - Eu não sei como eu posso está falando isso, mas eu aceito!
Nesse momento fui tomada pela verdade de minhas palavras, ele me abraçou e me deu um beijo, aquele momento era tão perfeito que não havia duvidas, ele entrelaçou os dedos como havia feito quando saímos do camarim dele.
       - Toma banho comigo? - perguntou ele sorrindo feito um anjo.
       - É muito cedo para isso Louis, eu prefiro olhar você tomar banho.
Eu tirei a blusa dele e ele foi para o banheiro, peguei um vinho que estava dentro do frigobar de meu quarto coloquei em uma taça e acompanhei ele até o banheiro ele tirou a cueca em minha frente como havia feito no camarim e eu não me importei ele tomava banho se tocando parecia me provocar para eu ir lá e agarrar ele, mas eu me segurei enquanto bebia o vinho mais leve que havia tomado em toda minha vida, talvez aquela marca de vinho fosse uma a qual eu nunca teria provado.
        - Eu te amo! - gritou Louis dentro do banheiro.
        - Com você tudo fica bem melhor, eu te amo Lou.
        - Eu sabia disso. - riu.

3 comentários:

  1. Desculpa mais achei esse imagina meio escroto

    ResponderExcluir
  2. Kkkkk pq kkk aaah eu gostei

    ResponderExcluir
  3. Kkkkkkkk eu também gostei kkkkkk

    ResponderExcluir

1. Exponha sua opinião, nada de xingar e rebaixar o Blog.
2. Se possível (não é obrigatório) coloque o seu nome.
3. De sua opinião sincera e verdadeira.